Notícias

Governo confirma seis mortes por febre amarela em MG

Balanço leva em conta óbitos desde julho de 2017 até agora. Segundo secretaria de saúde, em relação ao último boletim, foram confirmadas mais cinco mortes.

G 1

11/01/2018 12h54

governo de Minas confirmou nesta quarta-feira (10) seis mortes por febre amarela no estado. O balanço leva em conta óbitos registrados pela doença desde julho de 2017 até agora.

Em relação ao último boletim, divulgado na semana passada, foram confirmadas mais cinco mortes:

Duas em Nova Lima, na Região Metropolitana;

Uma em Mar de Espanha, na Zona Mata;

Uma em Barra Longa, na Região Central;

Uma em Carmo da Mata, no Centro-Oeste;

No total, sete casos de febre amarela foram registrados em Minas, neste segundo período de monitoramento. Um paciente que havia contraído a doença em Brumadinho, na Região Metropolitana, se curou, segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). A primeira morte confirmada em Minas também aconteceu em Brumadinho.

Outros dez casos ainda são investigados, segundo a SES.

Óbitos de julho de 2016 a junho de 2017

O primeiro período de monitoramento da febre amarela foi entre julho de 2016 a junho de 2017, quando ocorreu o surto da doença no estado. Neste período, segundo o governo, foram 162 mortes - 26 em 2016 e 136 em 2017. Ainda de acordo com a secretaria, 475 casos foram confirmados nesta época.

Febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos infestados. Em área rural ou de floresta, os macacos são os principais hospedeiros e a transmissão ocorre pela picada dos mosquitos transmissores infectados Haemagogus e Sabethes. Já em ambiente urbano, a partir do Aedes aegypti, de acordo com o Ministério da Saúde. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa.

Mais lidas

Homem diz que vai ensinar prima a fazer chá contraceptivo e a estupra

Vítima conta que ele pediu para que ela tirasse a calcinha para passar o chá, mas acabou a estuprando; o suspeito nega o crime e diz que relação sexual foi com consentimento

Vídeo mostra mulher jogando cachorro em bueiro e imagem causa revolta

Guarda Civil Municipal fez o resgate do animal, que foi adotado por um vizinho e passa bem. Agressora foi levada à delegacia, mas liberada em seguida

Prefeito visita obras públicas em Formiga

Acompanhado por engenheiro, arquiteta e secretário, Eugênio Vilela esteve ontem nas construções do Creas, no Engenho de Serra; de uma creche, no Geraldo Veloso, e da Praia Popular


SIGA O TRIBUNA NAS REDES SOCIAIS

Jornal TRIBUNA
Tribuna Minas

Todos os Direitos Reservados