Notcias

Suspeita de matar dois namorados com "chumbinho", na Bahia

Mulher presa suspeita de envenenar dois namorados com chumbinho

Suspeita, de 34 anos, utilizava chumbinho para matar os companheiros assim que descobria que eles tinham inteno de terminar o relacionamento com ela

O Tempo

13/06/2018 09h13

Uma mulher de 34 anos foi presa na cidade de Itabuna, na Bahia, suspeita de matar dois namorados em um perodo de oito meses na cidade. De acordo com a Polcia Civil da Bahia, Wane Brenda Gonalves de Oliveira assassinou dois companheiros por envenenamento entre abril e novembro de 2017.

De acordo com as investigaes, Wane utilizava o veneno conhecido como chumbinho para matar os parceiros assim que descobria que eles tinham inteno de terminar o relacionamento com ela. De acordo com a delegada Magda Figueiredo, titular da Delegacia de Homicdios (DH) de Itabuna, o primeiro a ser morto foi Edvaldo Arajo Alves, 40, com quem a acusada se relacionava h um ano. No dia 16 de abril de 2017, Edvaldo comeou a passar mal na casa da namorada, por volta das 23h, e foi socorrido por Wane num txi, para o Hospital de Base de Itabuna, onde morreu. Na poca do crime, a morte foi atribuda a um infarto fulminante.

Segundo a delegada, a verso para a morte no convenceu a famlia de Alves, que alegava ter conhecimento de que o familiar estava insatisfeito com o relacionamento e queria terminar o namoro.

Poucos meses depois de terminar o namoro com Alves, Wane entrou em um relacionamento com Evandro Bonfim de Souza, tambm de 40 anos, que sentiu-se mal aps ingerir um medicamento dado pela namorada. Ele tambm foi levado pela companheira a um hospital, onde o mdico que o atendeu informou que os sintomas apresentados com ele se assemelhavam aos mesmos de envenenamento por chumbinho.

Nove dias aps o internao, com a acusada o acompanhando durante todo esse perodo, no dia em que a vtima deveria receber alta mdica, teve uma parada cardaca. Ao ser submetido a uma lavagem estomacal os mdicos encontraram vestgios de uma substncia semelhante ao "chumbinho". O estado de sade de Souza piorou e no dia 3 de dezembro foi constatada sua morte cerebral.

A acusada foi detida preventivamente nessa segunda-feira (11) aps a concluso do inqurito da Polcia Civil da Bahia.

Em depoimento na audincia de custdia realizada nessa segunda-feira (11), Wane chorou diante da juza e disse que no sofreu violncia no momento da priso. Sobre o crime, ele poder se defender em outra fase do processo.

Passado

Tambm no ano passado, Wane Brenda foi acusada de agredir sua prpria sobrinha, tambm na cidade de Itabuna. A jovem registrou boletim de ocorrncia e pediu medidas protetivas na Lei Maria da Penha contra a tia. Segundo a deciso da Justia, Wane estava falando mal da sobrinha com uma vizinha, quando a jovem questinou a mulher o motivo de estarem intervindo na sua vida.

Neste momento, Wane no gostou do questionamento e passou a lhe agredir fisicamente "mordendo esta nos braos, nas costas e arranhando-a com as unhas, alm de desferir tapas e socos pelo corpo da declarante deixando a mesma com vrias leses pelo corpo". Depois das agresses, a tia pegou todos os pertences da vtima, que morava com ela, colocou dentro de um saco e os jogou na rua, momento em que a vtima pegou seus pertences e foi dormir na casa de outra tia.


SIGA O TRIBUNA NAS REDES SOCIAIS

Jornal TRIBUNA
Tribuna

Todos os Direitos Reservados